CURSO DIREÇÃO DE PESSOAS COM 12,5% DE DESCONTO:
 

Voltar à página anterior...

DIREÇÃO DE PESSOAS: DA SEDUÇÃO À IMAGEM.

Cá estou eu pensando como até hoje os fotógrafos e professores de fotografia tratam e limitam a "Direção de Pessoas" a poses quando deveria pensar como uma relação que possibilita caminhos, esta limitação é o principal motivo que dá o "branco" na hora da sessão.

Um bom diretor de cena é aquele que decora poses? Claro que não, mas até hoje os fotógrafos que se dizem profissionais querem trabalhar desta forma. Até posso admitir que pode ser um aprendizado inicial, mas não é algo que você faça em sua vida toda como profissional. Fazendo isso você terá que andar com um livrinho de poses em seu bolso e realmente provará que não aprendeu a dirigir de verdade.

Outro problema é pensar que a direção de pessoas é um ramo exclusivo da fotografia, ela já existia desde a pintura de retratos de da Vinci, época antes da existência do Brasil, os pintores do renascimento já discutiam em Florença sobre a espontaneidade de seus modelos na pintura, escultura aliada a uma linguagem que dissesse realmente algo, que falasse por si só sem necessidade de palavras ou legendas como hoje existem nas fotografias das redes sociais.

Atualmente as escolas têm ensinado um verdadeiro "curso de dicas" para direção mas que não se aplica à maioria dos fotógrafos, muito menos dá certo a todos os modelos (profissionais ou não). Estamos vivenciando uma forma engessada de pensar fotografia, de pensar em direção... ou melhor, só pensamos a respeito mas não sabemos aplicar todo este pensamento em algo prático que realmente funcione quando você está lá atrás de sua câmera.

Os vídeos gratuitos da internet são piores ainda, dizem tudo que a gente tem que fazer (e que no fundo já sabemos), mas não diz "Como Fazer", isso por um motivo óbvio: muitos não sabem como realmente fazer, justamente por não existir um jeito de fazer, não tem uma maneira certa de dirigir, a direção de pessoas não é uma receita a seguir e também não é uma coisa que
se ensina e você aprende, mas que desperta através das sua própria percepção, vivência e prática no dia a dia.

Com isso, não estamos insinuando que não é necessário estudar, ler livros ou ver vídeos na internet, pelo contrário, é necessário mergulhar ainda mais profundamente neste mundo, mas com uma consciência crítica de que não estamos falando de poses mas de comportamento natural e espontâneo e sobre tudo em relação sem barreiras entre o fotógrafo e o modelo para chegar a uma imagem que fale da sua alma de forma pura e simples. Pensando nisso, nós elaboramos um novo curso de direção de pessoas com 21 horas aplicadas de forma individual, com turma reduzida e de forma bem prática. Faremos uma auto-avaliação diária e aplicação de propostas de exercício que tragam a auto-confiança para você encontrar uma direção que seduza seu modelo por um caminho escolhido por vocês.
 

Por Daniel Barboza (professor do Studio d - Escola de Fotografia).

Veja como funciona nosso curso Direção de Pessoas!